Floresta e Ambiente
https://floram.org/journal/floram/article/doi/10.1590/2179-8087.073914
Floresta e Ambiente
Original Article Forest Products

Efeito do Espaçamento, Idade e Irrigação no Volume e Densidade Básica do Eucalipto

Effect of Spacing, Age and Irrigation on the Volume and Basic Density in Eucalyptus

Moulin, Jordão Cabral; Arantes, Marina Donária Chaves; Oliveira, José Geraldo Lima de; Campinhos, Eduardo; Gomes, Fabrício; Vidaurre, Graziela Baptista

Downloads: 1
Views: 269

Resumo

O objetivo do trabalho foi avaliar a influência da idade, irrigação e espaçamento no volume e densidade básica da madeira de eucalipto. Os materiais utilizados foram dois clones Eucalyptus grandis × Eucalyptus urophylla com idades de 6 e 12 meses provenientes de plantios em duas regiões, uma irrigada e outra região não irrigada, com espaçamentos de 3×0,5; 1,5×2, 3×1; 3×2 e 3×3 m. O volume foi determinado conforme o método de Smalian, sendo determinada também a densidade básica ponderada. Os maiores valores de volume de madeira por hectare foram obtidos nos espaçamentos mais densos e na região irrigada. Nos espaçamentos mais amplos, houve maiores valores de densidade básica da madeira para o clone A, no entanto, no clone B não houve variação em função do espaçamento. Ao comparar os valores médios de densidade para os clones entre região irrigada e não irrigada, os resultados foram iguais na grande maioria dos espaçamentos estudados.

Palavras-chave

biomassa florestal, tratamento silvicultural, qualidade da madeira.

Abstract

This study aimed to evaluate the influence of age, irrigation and spacing, on the volume and basic density of Eucalyptus wood. We used two clones of Eucalyptus grandis × Eucalyptus urophylla with age of six and twelve months, sowed in two regions, one irrigated and other unirrigated, with spacing of 3×0.5, 1.5×2, 3×1, 3×2 and 3×3 m. The volume was estimated according to the method of Smalian as well as the weighted density. The larger volume of wood per hectare values were obtained in the close spacing and irrigated region. Wider spacing showed higher specific gravity values timber for clone A; however, clone B didn’t change with spacing. The comparison of average density values for the clones in irrigated and non-irrigated areas, showed similar results in most studied spacings.

Keywords

forest biomass, silvicultural treatment, quality of wood.

References

Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT. NBR 11941: madeira: determinação da densidade básica. Rio de Janeiro: ABNT; 2003. 6 p.

Balloni EA, Simões JW. O espaçamento de plantio e suas implicações silviculturais. Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais 1980; 1(3): 1-16.

Benson HP. The application of silviculture in controlling the specific gravity of wood. Estados Unidos: Forest Service; 1963. Technical Bulletin of United States Department of Agriculture n. 1288.

Berger R, Schneider PR, Finger CAG, Haselein CR. Efeito do espaçamento e da adubação no crescimento de um clone de Eucalyptus saligna Smith. Ciência Florestal 2002; 12(2): 75-87. http://dx.doi.org/10.5902/198050981682.

Brasil MAM, Ferreira M. Variação da densidade básica da madeira de Eucalyptus alba Reinw, E. saligna Smith e E. grandis Hill Ex-maiden aos 5 anos de idade, em função do local e do espaçamento. Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais 1971; (2-3): 129-149.

Cardoso A Jr. Bracatinga. Brasil Madeira 1989; 3(33): 1-10.

Coelho ASR, Mello HÁ, Simões JW. Comportamento de espécies de eucaliptos face ao espaçamento. Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais 1970; 2-3(50): 129-149.

Downes G, Worledge D, Schimleck L, Harwood C, French J, Beadle C. The effect of growth rate and irrigation on the basic density and kraft pulp yield of Eucalyptus globulus and E. nitens. New Zealand Journal of Forestry 2006; 51(3): 13-22.

Drew DM, Downes GM, O’grady AP, Read J, Worledge D. High resolution temporal variation in wood properties in irrigated and non-irrigated Eucalyptus globules. Annals of Forest Science 2009; 406(66): 1-10.

Ferreira GW, Gonzaga JV, Foelkel CEB, Assis TF, Ratnieks E, Silva MCM. Qualidade da celulose kraft-antraquinona de Eucalyptus dunnii plantado em cinco espaçamentos em relação ao Eucalyptus grandis e Eucalyptus saligna. Ciência Florestal 1997; 7(1): 41-63. http://dx.doi.org/10.5902/19805098338.

FIBRIA. Produção de biomassa energética em diferentes espaçamentos, manejos e culturas: eucalipto - dados de análise internos da Empresa Fibria [online]. mensagem para: Jordão Cabral Moulin. 2013 Set 20 [citado em 2014 Jan 13].

Haygreen JG, Bowyer JL. Forest products and wood science. 2rd ed. Ames: Iowa State University; 1989.

Mello HA, Simões JW, Ferreira CA, Brasil UM. Influência do espaçamento e da idade de corte na produção de madeira de eucalipto em solo de cerrado. Instituto de Pesquisa e Estudos Florestais 1976; 13(1): 143-162.

Migliorini AJ, Brito JO, Barrichelo LEG. Influência das práticas silviculturais na produção de carvão vegetal. Piracicaba: Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais; 1980. Circular Técnica n. 104.

Morais VM. Dinâmica de crescimento de eucalipto clonal sob diferentes espaçamentos, na região noroeste do Estado de Minas Gerais [dissertação]. Lavras: Universidade Federal de Lavras; 2006.

Müller MD, Couto L. Avaliação de densidades de plantio e rotação de plantações de rápido crescimento para produção de biomassa. Viçosa: Renabio; 2006. 65 p. Documento técnico n. 2.

Oliveira TK, Macedo RLG, Venturin N, Higashikawa EM. Desempenho silvicultural e produtivo de eucalipto sob diferentes arranjos espaciais em sistema agrossilvipastoril. Pesquisa Florestal Brasileira 2009; (60): 1-10. http://dx.doi.org/10.4336/2009.pfb.60.01.

Pereira H, Araújo C. Raw·material quality of fast grown Eucalyptus globules during the first year. IAWA Bulletin 1990; 11(4): 421-427. http://dx.doi.org/10.1163/22941932-90000532.

Quenó LRM. Viabilidade econômica da produção de biomassa de eucalipto e de capim elefante para energia [dissertação]. Brasília: Universidade de Brasília; 2009.

Rocha MFV. Influência do espaçamento e da idade na produtividade e propriedades da madeira de Eucalyptus grandis × Eucalyptus camaldulensis para energia [dissertação]. Viçosa: Universidade Federal de Viçosa; 2011.

Schonau APG, Coetzee J. Initial spacing, stand density and thinning in eucalypt plantations. Forest Ecology and Management 1989; 29: 245-266.

Sereghetti GC. Biomassa inicial do híbrido Eucalyptus urophylla vs. Eucalyptus grandis em diferentes espaçamentos [dissertação]. Botucatu: Universidade Estadual de São Paulo; 2012.

Tomazello M Fo. Efeito da irrigação e fertilização nas propriedades do lenho de árvores de Eucalyptus grandis × urophylla [tese]. Piracicaba: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz; 2006.

Wimmer R, Evans R, Downes GM, Rasmussen G, French J. Direct effects of wood characteristics on pulp and handsheet properties of Eucalyptus globulus. Holzforschung 2002; 2002(56): 244-252.

5a708e500e88258e405dfcc2 floram Articles
Links & Downloads

FLORAM

Share this page
Page Sections