Floresta e Ambiente
https://floram.org/article/doi/10.4322/floram.2011.057
Floresta e Ambiente
Original Article Silviculture

Colonização de Espécies Arbustivo-Arbóreas em Povoamento de Eucalyptus spp., Lavras, MG

Colonization of Wood Species in a Stand of Eucalyptus spp., in Lavras (MG), Brazil

Armando, Douglas Merlim de S.; Rosa, Thais Cristian; Sousa, Helaine de Sousa; Silva, Rossi Allan; Carvalho, Lidiany Camila da S.; Gonzaga, Anne Priscila D.; Machado, Evandro Luiz M.; Costa, Malcon do Prado

Downloads: 0
Views: 297

Resumo

O presente estudo teve por objetivo conhecer a estrutura fitossociológica da vegetação arbustivoarbórea colonizadora em um plantio, abandonado há 50 anos, de Eucalyptus spp., no Município de Lavras, MG, visando diagnosticar a existência de grupos de espécies, de gradientes vegetacionais e a diversidade alpha. A amostragem fitossociológica, realizada pelo método dos quadrantes, contou com 100 pontos, distribuídos em seis transecções de comprimentos variáveis. Estiveram passíveis de inclusão todos os indivíduos com diâmetro a altura do peito (DAP) (≥5 cm). O levantamento resultou em uma densidade de 854,28 indivíduos/ha, com 91 espécies, distribuídas em 67 gêneros e 31 famílias. Destacaram-se, em valor de importância, Piptadenia gonoacantha, Copaifera langsdorffii, Tapirira guianensis e Ocotea corymbosa. A análise da distribuição dos indivíduos em classes de diâmetro revelou uma comunidade em plena regeneração. A maioria das espécies apresentou síndromes de dispersão zoocórica, sugerindo que o plantio pode ter servido de abrigo e refúgio para espécies da fauna dispersora presente na região. As guildas de regeneração mais frequentes foram as de pioneiras e clímax exigentes de luz, possivelmente em função da mortalidade de indivíduos de Eucalyptus spp., que ocasionou clareiras de diferentes tamanhos. Foi diagnosticado um gradiente vegetacional longo, com uma mudança gradativa na equabilidade entre os quatro grupos de espécies caracterizados pela análise de agrupamento. Os índices de diversidade (H’ = 3,58) e equabilidade (J = 0,794) de espécies foram semelhantes aos encontrados em outros levantamentos fitossociológicos, em plantios de Eucaliptus spp.. Dessa forma, o plantio funcionou como um catalisador da regeneração natural na área de estudo.

Palavras-chave

regeneração natural, floresta estacional semidecidual, facilitação

Abstract

The objective of this work was to study the phyto-sociological structure of a shrub and tree vegetation colonization in an abandoned stand of Eucalyptus spp. in Lavras, MG, Brazil, in order to identify the existence of species groups, vegetation gradients, and Alpha diversity. The phytosociological sampling collected 5 transects of various sizes with 100 equidistant points (14 m), using the quadrant method. The assessment included all individuals with breast diameter ≥5 cm. There were a total of 854.28 sampled individuals/ha, belonging to 91 species, distributed into 67 genera and 31 families. The highest VI values were obtained for Piptadenia gonoacantha, Copaifera langsdorffii, Tapirira guianensis and Ocotea corymbosa. The analysis of trunk diameter distribution showed that the community was in a stage of full regeneration with individuals distributed over all diameter classes. Most species presented syndromes of seed dispersal by animals and regeneration guilds of pioneer and climax demanding light. Perhaps planting may have served as shelter and refuge for fauna species in the region and mortality of individuals of Eucalyptus spp. resulted in gaps of different sizes. Vegetation was identified along a gradient, with a gradual change in evenness between the four groups of species characterized by cluster analysis. The indices of diversity (H’ = 3.58) and evenness (J = 0.794) of the species were similar to those found in other phyto-sociological studies of Eucaliptus spp platations. Furthermore, the tree planting functioned as a catalyst for natural regeneration in the study area.

Keywords

natural regeneration, Atlantic semideciduous forests, facilitation
588e222ee710ab87018b46a1 floram Articles
Links & Downloads

FLORAM

Share this page
Page Sections