Floresta e Ambiente
https://floram.org/article/doi/10.1590/2179-8087.110417
Floresta e Ambiente
Original Article Silviculture

Granulated and Biosolid Fertilizers on the Quality of Schinus terebinthifolius Raddi Seedlings

Francisca Alcivania Melo Silva; Giovana Margueri Nunes; Jair Augusto Zanon; Roberto Lyra Villas Bôas; Reginaldo Barboza Silva

Downloads: 0
Views: 91

Abstract

ABSTRACT: The objectives of this study were to evaluate substrates produced from the peach-palm agroindustry waste and sewage sludge as a source of nutrients for the production of Brazilian Peppertree seedlings (Schinus terebinthifolius Raddi), and to compare the performance of these substrates under various levels of slow release fertilizer for this species. Four levels of fertilizer were tested (0, 2.0, 4.0 and 6.0 g dm–3) in three types of substrates: BIOCPI = Sewage sludge + Peach-palm bark (1:1 v:v); BIOCPII = Sewage sludge + Peach-palm bark (1:2 v:v) and BIOCPIII = Sewage sludge + Peach-palm bark (1:3 v:v). Plant height, stem diameter, dry matter (shoot and root), height/diameter ratio, Dickson quality index and N, P, K, Ca, Mg, and S contents in the shoot were measured. The use of the substrates BIOCPII and BIOCPIII proved to be viable for the production of Brazilian Peppertree seedlings. Doses above 4.0 gdm–3 of granular fertilizer are recommended for better results.

Keywords

macronutrients, nurseries, sewage sludge, substrate, Brazilian Peppertree

References

Andrade ML, Boaretto AE. Deficiência nutricional em plantas jovens de aroeira-pimenteira (Schinus terebinthifolius Raddi). Scientia Forestalis 2012; 21(12): 383-392.

Andraus S, Medeiros MLB, Borges JC, Silva SMCP, Toledo EBS. Pesquisa de Salmonella spp. em amostras de lodo de esgoto e solo: isolamento e identificação. In: Andreoli CV, Bonnet BRP, editores. Manual de métodos para análises microbiológicas e parasitológicas em reciclagem agrícola de lodo de esgoto. Curitiba: Sanepar; 1998. p. 59-61.

Berton RS, Valadares JMAS. Potencial agrícola do composto de lixo urbano no Estado de São Paulo. Agronômico 1991; 43: 87-93.

Brasil. Ministério do Meio Ambiente. Conselho Nacional do Meio Ambiente. Resolução nº 375, de 29 de agosto de 2006. Define critérios e procedimentos, para o uso agrícola de lodos de esgoto gerados em estações de tratamento de esgoto sanitário e seus produtos derivados, e dá outras providências. Diário Oficial da República Federativa do Brasil [online], Brasília, DF (2006 ago. 30) [cited 2013 Mar 25]. Available from: http://www.mma.gov.br/port/conama/res/res06/res37506.pdf

Caldeira MVW, Wendling I, Penchel RM, Gonçalves EO, Kratz D, Trazzi PA. Propriedades de substratos para produção de mudas florestais. In: Caldeira MVW, Garcia GO, Gonçalves EO, Arantes MDC, Fiedler NC, editors. Contexto e perspectivas da área florestal no Brasil. Alegre: Suprema; 2011.

Carneiro JGA. Produção e controle de qualidade de mudas florestais. Curitiba: Universidade Federal do Paraná; 1995.

Delarmelina WM, Caldeira MVW, Faria JCT, Gonçalves EO, Rocha RLF. Diferentes substratos para a produção de mudas de Sesbania virgata. Floresta e Ambiente 2014; 21(2): 224-233. http://dx.doi.org/10.4322/floram.2014.027.

Dutra TR, Massad MD, Sarmento MFQ, Matos PS, Oliveira JC. Fertilizante de liberação lenta no crescimento e qualidade de mudas de canafístula (Peltophorum dubium). Floresta 2016; 46(4): 491-498. http://dx.doi.org/10.5380/rf.v46i4.44570.

Fleig M, Klein RM. Anacardiáceas: flora ilustrada catarinense. Itajaí: Herbário Barbosa Rodrigues; 1989.

Gomes DR, Caldeira MVW, Delarmelina WM, Gonçalves EO, Trazzi PA. Lodo de esgoto como substrato para produção de mudas de Tectona grandis L. Revista Ceres 2013; 19(1): 123-131.

Gomes JM, Paiva HN. Viveiros florestais: propagação sexuada. 3. ed. Viçosa: UFV; 2004. (Caderno Didático).

Gonçalves JLM, Freixedas VM, Kageyama PY, Gonçalves JC, Dias JHP. Produção de biomassa e sistema radicular de espécies de diferentes estágios sucessionais. Revista do Instituto Florestal 1992; 4: 363-367.

Higaskino CEK, Takamatsu AA, Borges JC, Baldin SM. Determinação de coliformes fecais em amostras de lodo de esgoto por fermentação em tubos múltiplos. In: Andreoli CV, Bonnet BRP, editores. Manual de métodos para análises microbiológicas e parasitológicas em reciclagem agrícola de lodo de esgoto. Curitiba: Sanepar; 1998.

Lang A, Malavasi UC, Decker V, Pérez PV, Aleixo MA, Malavasi MM. Aplicação de fertilizante de liberação lenta no estabelecimento de mudas de ipê-roxo e angico-branco em área de domínio ciliar. Revista Floresta 2011; 41(2): 271-276. http://dx.doi.org/10.5380/rf.v41i2.21874.

Lenzi M, Orth AI. Caracterização funcional do sistema reprodutivo da aroeira-vermelha (Schinus terebinthifolius Raddi), em Florianópolis, SC, Brasil. Revista Brasileira de Fruticultura 2004; 26(2): 198-201. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-29452004000200004.

Malavolta E, Vitti GC, Oliveira AS. Avaliação do estado nutricional das plantas: princípios e aplicações. Piracicaba: Potafos; 1997.

Moraes SP No, Gonçalves MLJ, Souza MP. Produção de mudas de seis espécies arbóreas, que ocorrem nos domínios da floresta atlântica, com diferentes substratos de cultivo e níveis de luminosidade. Revista Árvore 2001; 25(3): 277-287.

Nóbrega RSA, Boas RCV, Nóbrega JCA, Paula AM, Moreira FMS. Utilização de biossólido no crescimento inicial de mudas de aroeira (Schinus terebinthifolius Raddi). Revista Árvore 2007; 31(2): 239-246. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-67622007000200006.

Rocha JHT, Backes J, Diogo FA, Pascotto CB, Borelli K. Composto de lodo de esgoto como substrato para mudas de eucalipto. Pesquisa Florestal Brasileira 2013; 33(73): 27-35. http://dx.doi.org/10.4336/2013.pfb.33.73.331.

Scheer MB, Carneiro C, Santos KG. Crescimento de mudas de Prunus brasiliensis (Cham. & Schltdl.) D. Dietr. em substratos à base de lodo de esgoto compostado e fertilizante mineral. Ciência Florestal 2012; 22(4): 739-747. http://dx.doi.org/10.5902/198050987555.

Scheer MB. Substratos à base de lodo de esgoto compostado na produção de mudas de Parapiptadenia rígida. Scientia Forestalis 2010; 38: 637-644.

Silva FAM, Souza IV, Zanon JA, Nunes GM, Silva RB, Ferrari S. Produção de mudas de juçara com resíduos agroindustriais e lodo de esgoto compostados. Revista Brasileira de Engenharia de Biossistemas 2015; 9(2): 109-121. http://dx.doi.org/10.18011/bioeng2015v9n2p109-121.

Trazzi PA, Caldeira MVW, Reis EF, Silva AG. Produção de mudas de Tectona grandis em substratos formulados com biossólido. Cerne 2014; 20(2): 293-302. http://dx.doi.org/10.1590/01047760.201420021134.

Trigueiro RM, Guerrini IA. Uso de biossólidos como substrato para produção de mudas de eucalipto. Scientia Forestalis 2003; 64: 150-162.

Trigueiro RM, Guerrini IA. Utilização de lodo de esgoto na produção de mudas de Aroreira-pimenteira. Revista Árvore 2014; 38(4): 657-665. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-67622014000400009.

U.S. Environmental Protection Agency – USEPA. SW-846: test methods for evaluating solid waste: physical/chemical methods [online]. Washington: USEPA; 2019 [cited 2019 May 14]. Available from: https://www.epa.gov/hw-sw846/sw-846-compendium

Van Raij B, Andrade JC, Cantarella H, Quaggio JA. Análise química para avaliação da fertilidade de solos tropicais. Campinas: Instituto Agronômico; 2001. 285 p.
 

5cebf6220e88259341a63c0f floram Articles
Links & Downloads

FLORAM

Share this page
Page Sections