Floresta e Ambiente
https://floram.org/article/doi/10.1590/2179-8087.105217
Floresta e Ambiente
Original Article Silviculture

Substrates and Container Size on Quality of Peltophorum dubium Seedlings

Rodrigo Ferreira da Silva; Rudinei De Marco; Paola Daiane Welter; Patricia Viel; Clovis Orlando da Ros

Downloads: 0
Views: 15

Abstract

Abstract: This study aims to evaluate the effect of substrates and container content on growth and quality of Peltophorum dubium seedlings. The design was completely randomized in a factorial arrangement (2 × 9), with two containers sizes (125 cm3 and 280 cm3) and nine substrates formulated from the mixture of subsoil (S), vermicompost (V) and commercial substrate (CS), in the following proportions (v:v): S100, V100, CS100, S75 + V25, S50 + V50, S25 + V75, CS75 + V25, CS50 + V50 and CS25 + V75, with nine replicates. We assessed seedling height, stem diameter, root and shoot dry matter, height/shoot dry matter ratio; Dickson quality index; and percentages of nitrogen, phosphorous and potassium in the shoot. The use of the 125 cm3 dibble tube containing 100% vermicompost allowed for higher quality of Peltophorum dubium seedlings.

Keywords

native species, vermicompost, commercial substrate

References

Abreu MF, Abreu CHA Jr, Silva FC, Santos GCG, Andrade JC, Gomes TF et al. Análises químicas de fertilizantes orgânicos (urbanos). In: Silva FC, editor. Manual de análises químicas de solos, plantas e fertilizantes. Brasília, DF: Embrapa; 2009. p. 397-481.

Andreazza R, Antoniolli ZI, Silva RF, Schirmer GK, Scheid DL, Quadro MS et al. Efeito de vermicomposto no crescimento inicial de ipê amarelo e leucena. Nativa 2013; 1(1): 29-33. 10.14583/2318-7670.v01n01a06

Antoniazzi AP, Binotto B, Neumann GM, Budke JC, Sausen TL. Eficiência de diferentes recipientes no desenvolvimento de mudas de Cedrela fissilis Vell. (Meliaceae). Revista Brasileira de Biociências 2013; 11(3): 313-317.

Antunes RM, Castilhos RMV, Castilho DD, Andreazza R, Leal OA. Crescimento inicial de acácia-negra com vermicompostos de diferentes resíduos agroindustriais. Ciência Florestal 2016; 26(1): 1-9. 10.5902/1980509821060

Basso VM, Jacovine LAG, Alves RR, Valverde SR, Silva FL, Brianezi D. Avaliação da influência da certificação florestal no cumprimento da legislação ambiental em plantações florestais. Revista Árvore 2011; 35(4): 835-844. 10.1590/S0100-67622011000500009

Brachtvogel EL, Malavasi UC. Volume do recipiente, adubação e sua forma de mistura ao substrato no crescimento inicial de Peltophorum dubium (sprengel) taubert em viveiro. Revista Árvore 2010; 34(2): 223-232. 10.1590/S0100-67622010000200004

Brasil. Lei Federal n. 12.651, de 28 de maio de 2012. Diário Oficial da República Federativa do Brasil (2012 May 28); Sec. 1: 1.

Caldeira MV, Delarmelina WM, Peroni L, Gonçalves EO, Silva AG. Lodo de esgoto e vermiculita na produção de mudas de eucalipto. Pesquisa Agropecuária Tropical 2013; 43(2): 155-163. 10.1590/S1983-40632013000200002

Cândido JF, Gomes JM. Introdução as novas técnicas na produção de viveiros florestais II. Documento SIF. Viçosa: ISF; 1993.

Carvalho PER. Espécies arbóreas brasileiras. Colombo: Embrapa Florestas; 2003.

Cunha ACMC, Wendling I, Souza L Jr. Produtividade e sobrevivência de minicepas de Eucalyptus benthamii Maiden et Cambage em sistema de hidroponia e em tubete. Revista Ciência Florestal 2005: 15(3): 307-310. 10.5902/198050981868

Danner MA, Citadin I, Fernandes AA Jr, Assmann AP, Mazaro SM, Sasso SAZ. Formação de jabuticabeira (Plinia sp.) em diferentes substratos e tamanhos de recipientes. Revista Brasileira de Fruticultura 2007; 29(1): 179-182. 10.1590/S0100-29452007000100038

Dickson A, Leaf AL, Hosner JF. Quality appraisal of white spruce and white pine seedling stock in nurseries. Forestry Chronicle 1960; 36(1): 11-13. 10.5558/tfc36010-1

Faria JCT, Caldeira MVW, Delarmelina WM, Gonçalves EO, Lacerda LC. Uso de resíduos orgânicos no crescimento de mudas de Mimosa setosa. Pesquisa Florestal Brasileira 2013; 33(76): 409-418. 10.4336/2013.pfb.33.76.501

Ferreira DF. Sisvar: a computer statistical analysis system. Ciência e Agrotecnologia 2016; 35(6): 1039-1042. 10.1590/S1413-70542011000600001

Ferreira LL, Almeida AES, Costa LR, Bezerra FMS, Lima LA, Porto VCN. Vermicompostos como substrato na produção de mudas de berinjela (Solanum melongena) e pimentão (Capsicum annumm). Holos 2014; 4: 269-277. 10.15628/holos.2014.1409

Ferreira MS, Santos JZL, Tucci CAF, Costa LV. Crescimento inicial de itaúba e macacaúba em recipientes de diferentes tamanhos. Ciência Florestal 2017; 27(2): 499-508. 10.5902/1980509827731

Gomes JM, Couto L, Leite HG, Xavier A, Garcia SLR. Parâmetros morfológicos na avaliação da qualidade de mudas de Eucalyptus grandis. Revista Árvore 2002; 26(6): 655-664. 10.1590/S0100-67622002000600002

Gomes JM, Paiva HN. Viveiros florestais: propagação sexuada. Viçosa: UFV; 2011.

Gonzaga LM, Silva SS, Campos AS, Ferreira RP, Campos ANR, Cunha ACMCM. Recipientes e substratos para a produção de mudas de jatobá (Hymenaea courbaril L.). Revista Brasileira de Agropecuária Sustentável 2016; 6(1): 64-73. 10.21206/rbas.v6i1.309

José AC, Davide AC, Oliveira SL. Produção de mudas de aroeira (Schinus terebinthifolius Raddi) para recuperação de áreas degradadas pela mineração de bauxita. Revista Cerne 2005; 11(2): 187-196.

Kämpf AN. Substrato. In: Kämpf AN, editor. Produção comercial de plantas ornamentais. Guaíba: Agropecuária; 2000. p. 45-73.

Kostopoulou P, Radoglou K, Dini Papanastasi O, Adamidou C. Effect of mini-plug container depth on root and shoot growth of four forest tree species during early developmental stages. Turkish Journal of Agriculture and Forestry 2011; 35(4): 379-390. 10.3906/tar-1104-11

Lima RLS, Siqueira DL, Weber OB, Cecon PR. Teores de macronutrientes em mudas de aceroleira (Malpighia emarginata DC.) em função da composição do substrato. Ciência e Agrotecnologia 2006; 30(6): 1110-1115. 10.1590/S1413-70542006000600010

Lisboa AC, Santos PS, Oliveira Neto SN, Castro DN, Abreu AHM. Efeito do volume de tubetes na produção de mudas de Calophyllum brasiliense e Toona ciliata. Revista Árvore 2012; 36(4): 603-609. 10.1590/S0100-67622012000400003

Malavasi UC, Malavasi MM. Efeito do volume do tubete no crescimento inicial de plântulas de Cordia trichotoma (Vell.) Arrab. Ex Steud E Jacaranda micranta Cham. Ciência Florestal 2006; 16(1): 11-16. 10.5902/198050981883

Miyazawa M, Pavan MA, Muraoka T, Carmo CAFS, Melo WJ. Análise química de tecido vegetal. In: Silva FC, editor. Manual de análises químicas de solos, plantas e fertilizantes. 2nd ed. Brasília, DF: Embrapa; 2009. p. 191-233.

Santos HG, Jacomine PKT, Anjos LHC, Oliveira VA, Lumbreras JF, Coelho MR et al. Sistema brasileiro de classificação de solos. Brasília, DF: Embrapa SCT; 2013.

Schorn LA, Formento S. Silvicultura II: produção de mudas florestais. Blumenau: FURB; 2003.

Silva FC, Abreu MF, Pérez DV, Eira PA, Abreu CA, Raij B et al. Métodos de análises químicas para avaliação da fertilidade do solo. In: Silva FC, editor. Manual de análises químicas de solos, plantas e fertilizantes. 2nd ed. Brasília, DF: Embrapa Informações Tecnológica; 2009. p. 107184.

Steffen GPK, Antoniolli ZI, Steffen RB, Schiedeck G. Utilização de vermicomposto como substrato na produção de mudas de Eucalyptus grandis e Corymbia citriodora. Pesquisa Florestal Brasileira 2011; 31(66): 75-82. 10.4336/2011.pfb.31.66.75

Taiz L, Zeiger E, Moller IM, Murphy A. Fisiologia e desenvolvimento vegetal. 6th ed. Porto Alegre: Artmed; 2017.

Tedesco MJ, Gianello C, Bissani CA, Bohnen H, Volkweiss SJ. Análise de solo, plantas e outros materiais. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul; 1995.

Trazzi PA, Caldeira MVW, Passos RR, Gonçalves EO. Substratos de origem orgânica para produção de mudas de teca (Tectona grandis Linn. F.). Ciência Florestal 2013; 23(3): 401-409. 10.5902/1980509810551

Trigueiro RM, Guerrini IA. Utilização de lodo de esgoto na produção de mudas de aroeira-pimenteira. Revista Árvore 2014; 38(4): 657-665. 10.1590/S0100-67622014000400009

Vieira CR, Weber OLS, Scaramuzza JF. Influência do vermicomposto no crescimento e na nutrição de mudas de angico cascudo. Revista Biociências 2014; 20(2): 52-61.

Vivian MA, Modes KS, Beltrame R, Souza JT, Santini EJ, Haselein CR. Propriedades físico-mecânicas da madeira de canafístula aos 10 anos de idade. Ciência Rural 2010; 40(5): 1097- 1102. 10.1590/S0103-84782010005000086

Wendling I, Dutra LF. Produção de mudas de eucalipto por sementes. In: Wendling I, Dutra LF. Produção de mudas de eucalipto. Colombo: Embrapa Florestas; 2010. p. 13-46.
 

5ec439870e88250d3fba8f8e floram Articles
Links & Downloads

FLORAM

Share this page
Page Sections