Floresta e Ambiente
https://floram.org/article/doi/10.1590/2179-8087.103217
Floresta e Ambiente
Original Article Conservation of Nature

Edge Effect on the Litter Production of a Semi-Deciduous Seasonal Forest Fragment

Patrícia Anjos Bittencourt Barreto-Garcia; Monalisa Fagundes Oliveira; Francisco Garcia R. B. Oliveira; Laís Ribeiro Lima Lacerda

Downloads: 1
Views: 69

Abstract

ABSTRACT: The edge effect makes forest communities more susceptible to changes and may cause changes in different ecosystem characteristics such as litter production. The objective of this work was to evaluate the edge effect on the contribution of litter and its temporal variation in a Semi-Deciduous Seasonal Forest fragment located in Vitória da Conquista, BA, Brazil. Four sampling ranges were delimited in the forest fragment: edge (0-10 m from the edge), transition 1 (40-50 m from the edge), transition 2 (80-90 m from the edge) and interior (400-410 m from the edge). The produced litter was collected monthly. The main litter components were leaves and branches in all sampling ranges. The contribution of the other fractions obeyed different orders at the edges (bark > reproductive structures) and interior (reproductive structures > bark). The edge effect did not influence the contribution of total litter and its temporal variation, only manifesting in the production of reproductive structures.

Keywords

leafing, deposition, forest fragmentation

References

Bernardi S, Budke JC. Estrutura da sinúsia epifítica e efeito de borda em uma área de transição entre floresta estacional semidecídua e floresta ombrófila mista. Floresta 2010; 40(1): 81-92. 10.5380/rf.v40i1.17101

Bianchi MO, Scoriza RN, Correia MEF. Influência do clima na dinâmica de serrapilheira em uma floresta estacional semidecidual em Valença, RJ, Brasil. Revista Brasileira de Biociências 2016; 14(2): 97-101.

Brasil LS, Giehl NFS, Santos JO, Santos AO, Marimon BS, Marimon BH Jr. Efeito de borda sobre a camada de serapilheira em área de cerradão no leste de Mato Grosso. Biotemas 2013; 26(3): 37-47. 10.5007/2175-7925.2013v26n3p37

Costa CCA, Souza AM, Silva NF, Camacho RGV, Dantas IM. Produção de serapilheira na caatinga da Floresta Nacional do Açú-RN. Revista Brasileira de Biociências 2007; 5(Suppl. 1): 246-248.

Dias HCT, Oliveira Filho AT. Variação temporal e espacial da produção de serapilheira em uma área de floresta Estacional Semidecídua Montana em Lavras-MG. Revista Árvore 1997; 21(1): 11-26.

Diniz S, Pagano SN. Dinâmica de folhedo em floresta mesófila semidecídua no município de Araras, SP I: produção, decomposição e acúmulo. Revista do Instituto Florestal 1997; 9(1): 27-36.

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa. Manual de métodos de análise de solo. Rio de Janeiro: Embrapa Solos; 2011.

Ferreira TS, Marcon AK, Salami B, Rech CCC, Mendes AR, Carvalho AF et al. Composição florístico-estrutural ao longo de um gradiente de borda em fragmento de floresta ombrófila mista alto-montana em Santa Catarina. Ciência Florestal 2016; 26(1): 123-134. 10.5902/1980509821097

Godinho TO, Caldeira MVW, Rocha JHT, Caliman JP, Trazzi PA. Quantificação de biomassa e nutrientes na serapilheira acumulada em trecho de floresta estacional semidecidual submontana, ES. Cerne 2014; 20(1): 11-20. 10.1590/S0104-77602014000100002

Harper KA, MacDonald SE, Burton PJ, Esseen PA. Edge influence on forest structure and composition in fragmented landscapes. Conservation Biology 2005; 19(3): 768-782. 10.1111/j.1523-1739.2005.00045.x

Ikpe FN, Owoeye LG, Gichuru MP. Nutrient recycling potential of Tephrosia candida in cropping systems of southeastern Nigeria. Nutrient Cycling in Agroecosystems 2003; 67(2): 129-136. 10.1023/A:1025591719556

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. Manual técnico da vegetação brasileira. 2nd ed. Brasília: IBGE; 2012.

König FG, Schumacher MV, Brun EJ, Seling I. Avaliação da sazonalidade da produção de serapilheira uma floresta estacional decidual no município de Santa Maria - RS. Árvore 2002; 26(4): 429-335. 10.1590/S0100-67622002000400005

Laurance WF, Delamonica P, Laurance SG, Vasconcelos HL, Lovejoy TE. Rainforest fragmentation kills big trees. Nature 2000; 404(6780):836. 10.1038/35009032

Laurance WF, Merona JMR, Andrade A, Laurance SG, D’Angelo S, Lovejoy TE et al. Rain-forest fragmentation and the phenology of Amazonian tree communities. Journal of Tropical Ecology 2003; 19(3): 343-347. 10.1017/S0266467403003389

Martins SV, Rodrigues RR. Produção de serapilheira em clareiras de uma floresta estacional semidecidual no município de Campinas, SP. Revista Brasileira de Botânica 1999; 22(3): 405-412, 1999.

Melo FPL, Dirzo R, Tabarelli M. Biased seed rain in forest edges: evidence from the Brazilian Atlantic forest. Biological Conservation 2006; 132(1): 50-60. 10.1016/j.biocon.2006.03.015

Murcia C. Edge effects in fragmented forests: implications for conservation. Trends in Ecology e Evolution 1995; 10(2): 58-62. 10.1016/S0169-5347(00)88977-6

Núcleo Mata Atlântica - Numa. A Mata Atlântica na Bahia. 2015 [cited 2017 July 15]. Available from: Available from: https://bit.ly/2JN0bNI

Pezzatto AW, Wisniewski C. Produção de serapilheira em diferentes seres sucessionais da floresta estacional semidecidual no oeste do Paraná. Floresta 2006; 36(1): 111-120. 10.5380/rf.v36i1.5596

Pinto SIC, Martins SV, Barros NF, Herly C, Dias T. Produção de serapilheira em dois estádios sucessionais de floresta estacional semidecidual na reserva mata do paraíso, em Viçosa, MG. Revista Árvore 2008; 32(3): 545-556. 10.1590/S0100-67622008000300015

Portela RCQ, Santos FAM. Produção e espessura da serapilheira na borda e interior de fragmentos florestais de Mata Atlântica de diferentes tamanhos. Revista Brasileira de Botânica 2007; 30(2): 271-280. 10.1590/S0100-84042007000200011

Santos RS, Barreto-Garcia PAB, Scoriza RN. Fungos micorrízicos arbusculares e serapilheira como indicadores do efeito de borda em fragmento de floresta estacional. Ciência Florestal 2017; 28(1): 324-335. 10.5902/1980509831603

Santos Neto AP, Barreto PAB, Rodrigues EFG, Novaes AB, Paula A. Produção de serapilheira em floresta estacional semidecidual e em plantios de Pterogyne nitens Tul. E Eucalyptus urophylla S. T. Blake no sudoeste da Bahia. Ciência Florestal 2015; 25(3): 633-643. 10.5902/1980509819614

Scoriza RN, Pereira MG, Pereira GHA, Machado DL, Silva EMR. Métodos para coleta e análise de serrapilheira aplicados à ciclagem de nutrientes. Série Técnica Floresta e Ambiente 2012; 2(2): 1-18.

Silva JMC, Pinto LP, Hirota M, Bedê L, Tabarelli M. Conservação da Mata Atlântica brasileira: um balanço dos últimos dez anos. In: Cabral DC, Bustamant EAG, organizadores. Metamorfoses florestais: culturas, ecologias e as transformações históricas da Mata Atlântica. Curitiba: Prismas; 2016. p. 434-460.

Silva JMS, Tabarelli M. The species impoverishment and the future flora of the Atlantic Forest of northeast Brazil. Nature 2000; 404: 72-74. 10.1038/35003563

Toscan MAG, Temponi LG, Guimarães ATB. Caracterização da produção de serapilheira e da chuva de sementes em uma reserva de floresta estacional semidecidual, Paraná. Ciência Florestal 2017; 27(2): 415-427. 10.5902/1980509827725

Vidal MM, Pivello VR, Meirelles ST, Metzger JP. Produção de serapilheira em Floresta Atlântica Secundária numa paisagem fragmentada (Ibiúna, SP): importância da borda e tamanho dos fragmentos. Revista Brasileira de Botânica 2007; 30(3): 521-532. 10.1590/S0100-84042007000300016

Vitousek PM, Sanford RL Jr. Nutrient cycling in moist tropical forest. Annual Review of Ecology and Systematics 1986; 17: 137-167. 10.1146/annurev.es.17.110186.001033

Vogel HLM, Lorentz LH, Azevedo JVS, Rott LAG, Motta MSM. Efeito de borda no estoque de serapilheira e nutrientes em um fragmento de floresta nativa no Bioma Pampa-RS. Ecologia e Nutrição Florestal 2013; 1(1): 46-54. 10.13086/2316-980x.v01n01a05

Werneck MS, Pedralli G, Gieseke LF. Produção de serapilheira em três trechos de uma floresta semidecidual com diferentes graus de perturbação na Estação Ecológica de Tripuí, Ouro Preto, MG. Revista Brasileira de Botânica 2001; 24(2): 195-198. 10.1590/S0100-84042001000200009
 

5d5ff6150e88253859f3bb07 floram Articles
Links & Downloads

FLORAM

Share this page
Page Sections