Floresta e Ambiente
http://floram.org/article/doi/10.1590/2179-8087.091914
Floresta e Ambiente
Original Article Silviculture

Atributos Edáficos em Áreas de Agricultura, Pastagem e Três Estágios Sucessionais de Floresta

Attributes of Soil Under Agriculture, Grazing and Three Succession Stages of Forest

Fernando Silva Coutinho; Marcos Gervasio Pereira; Carlos Eduardo Gabriel Menezes; Roni Fernandes Guareschi; Shirlei Almeida Assunção

Resumo

RESUMO: O objetivo deste trabalho foi avaliar os teores de carbono orgânico total e alguns atributos físicos (densidade do solo, macroporosidade, microporosidade, diâmetro médio ponderado e geométrico de agregados) de um Cambissolo Háplico sob fragmentos florestais de Mata Atlântica em estágio inicial; intermediário e avançado, e compará-los à áreas de pastagem e agricultura (anual e perene). A regeneração de florestas secundárias em função do estágio de recuperação contribuiu para o aumento de carbono orgânico total e da macroporosidade, reduzindo os valores de densidade do solo, diâmetro médio ponderado e geométrico de agregados. Na área de pastagem foram verificados valores de carbono orgânico total, densidade do solo, macroporosidade, microporosidade e diâmetro médio ponderado e geométrico de agregados similares aos observados nas áreas de floresta. Na área de agricultura anual observou-se redução dos teores de carbono orgânico total, macroporosidade, diâmetro médio ponderado e geométrico de agregados e aumento da densidade do solo em função do manejo adotado.

Palavras-chave

fertilidade do solo, física do solo

Abstract

ABSTRACT: This study aimed to evaluate changes in the content of total organic carbon (TOC) and some physical properties (Bulk density, macroporosity, microporosity, mean weight diameter and mean geometric diameter of aggregates) of a Inceptsol in forest fragments of the Atlantic Forest in early; intermediate and advanced stage, and compare them to pasture and agriculture (annual and perennial) areas. Secondary forests regeneration due to the recovery stage contributed to the increase of total organic carbon and macroporosity, reducing soil density values, and weighted geometric mean diameter of aggregates. In the pasture area Values of total organic carbon values, soil bulk density, macroporosity, microporosity and weighted mean and geometric diameters of aggregates were similar to those observed in forest areas. In the annual agriculture area we observed reduction of total organic carbon, macroporosity, and weighted mean and geometric diameter of aggregates and increased soil density according to the adopted management.
 

Keywords

soil fertility, soil physics

References

Balbinot R. Carbono, nitrogênio e razões isotópicas δ13C E δ15N no solo e vegetação de estágios sucessionais de floresta ombrófila densa submontana [tese]. Curitiba: Engenharia Florestal, Universidade Federal do Paraná; 2009.

Barreto AC, Lima FHS, Freire MBGS, Araújo QR, Freire FJ. Características químicas e físicas de um solo sob floresta, sistema agroflorestal e pastagem no sul da bahia. Caatinga 2006; 19(4): 415-425.

Bochner JK. Serviços ambientais gerados pela floresta de mata atlântica na qualidade do solo [monografia]. Seropédica: Departamento de floresta, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; 2007.

Boddey RM, Jantali CP, Macedo MO, Oliveira OC, Resende AS, Alves BJR, Urquiaga S. Potential of carbon sequestration in soils of the Atlantic Forest region of Brazil. In: Lal R, Cerri CC, Bernoux M, Etchevers J, Cerri E, editores. Carbon sequestration in soil of Latin America. New York: Howarth; 2006.

Brasil Conselho Nacional do Meio Ambiente – CONAMA. 1994. Resolução nº 6, de 4 de maio de 1994. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF (1994 maio 04) [citado em 2005 jan 25]. Disponível em: http://www.mma.gov.br/conama/legiano1.cfm

Castro C Fo, Muzilli O, Podanoschi AL. Estabilidade dos agregados e sua relação com o teor de carbono orgânico num Latossolo Roxo Distrófico, em função de sistemas de plantio, rotações de culturas e métodos de preparo das amostras. Revista Brasileira de Ciência do Solo 1998; 22(3): 527-538. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06831998000300019.

Coutinho FS. Atributos edáficos e qualidade do solo em áreas de agricultura, pastagem e fragmentos florestais na região do médio vale do paraíba do sul, Rio de janeiro [dissertação]. Seropédica: Departamento de solos, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; 2012.

Coutinho RP, Urquiaga S, Boddey RM, Alves BJR, Torres AQA, Jantalia CP. Estoque de carbono e nitrogênio e emissão de N2O em diferentes usos do solo na Mata Atlântica. Pesquisa Agropecuária Brasileira 2010; 45(2): 195-203. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-204X2010000200011.

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – EMBRAPA. Manual de métodos de análise de solos. Rio de Janeiro: EMBRAPA; 1997.

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – EMBRAPA. Sistema brasileiro de classificação de solos. 2. ed. Rio de Janeiro: EMBRAPA; 2006.

Fontana A, Matiello JD, Anjos LHC, Pereira MG. Fracionamento químico da matéria orgânica em solo sob diferentes coberturas vegetais em Sooretama (ES). Magistra 2005; 17(3): 135-141.

Fontana A, Silva CF, Pereira MG, Loss A, Brito RJ, Benites VM. Avaliação dos compartimentos da matéria orgânica em área de Mata Atlântica. Acta Scientiarum. Agronomy 2011; 33(3): 545-550.

Gazolla PR, Guareschi RF, Perin A. Estoque de carbono e atributos físicos de um Latossolo Vermelho em diferentes sistemas de manejo. Revista Brasileira de Ciências Agrárias 2013; 08(2): 229-235. http://dx.doi.org/10.5039/agraria.v8i2a2545.

Hickmann C, Costa LM, Schaefer CEGR, Fernandes RBA, Andrade CLT. Atributos físico-hidricos e carbono orgânico de um argissolo após 23 anos de diferentes manejos. Revista Caatinga 2012; 25(1): 128-136.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Manual técnico da vegetação brasileira. 2. ed. Rio de Janeiro: IBGE; 2012.

Köppen W. Climatologia: con un estudio de los climas de la tierra. México: Fondo de Cultura Econômica; 1948. 479 p.

Loss A, Pereira MG, Brito RJ. Distribuição das substâncias húmicas em solos de tabuleiros sob diferentes coberturas vegetais. Revista Universidade Rural. Série Ciência da Vida 2006; 26(2): 57-69.

Macedo MO, Resende AS, Garcia PCM, Boddey RM, Jantalia CP, Urquiaga S et al. Changes in soil C and N stocks and nutrient dynamics 13 years after recovery of degraded land using leguminous nitrogen-fxing trees. Forest Ecology and Management 2008; 255(5-6): 1516-1524. http://dx.doi.org/10.1016/j.foreco.2007.11.007.

Machado RL, Resende AS, Campello EFC, Oliveira JA, Franco AA. Soil and nutrient losses in erosion gullies at different degrees of restoration. Revista Brasileira de Ciência do Solo 2010; 34(3): 945-954. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832010000300036.

Mateus FA, Miranda CC, Valcarcel R, Figueiredo PHA. Estoque e capacidade de retenção hídrica da serrapilheira acumulada na restauração florestal de áreas perturbadas na mata atlântica. Floresta e Ambiente 2013; 20(3): 336-343.

Melloni R, Melloni EGP, Alvarenga MIN, Vieira FBN. Avaliação da qualidade de solos sob diferentes coberturas florestais e de pastagem no sul de minas gerais. Revista Brasileira de Ciência do Solo 2008; 32(6): 2461-2470. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832008000600023.

Menezes CEG. Integridade de Paisagem, Manejo e Atributos do Solo no Médio Vale do Paraíba do Sul, Pinheiral-RJ [tese]. Seropédica: Departamento de solos, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; 2008.

Menezes CEG, Correia MEF, Pereira MG, Batista I, Rodrigues KM, Couto WH et al. Macrofauna edáfica em estágios sucessionais de floresta estacional semidecidual e pastagem mista em Pinheiral (RJ). Revista Brasileira de Ciência do Solo 2009; 33(6): 1647-1656. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832009000600013.

Oliveira CM, Nappo ME, Passos RR, Mendonça AR. Comparação entre atributos físicos e químicos de solo sob floresta e pastagem. Revista Científica Eletrônica de Engenharia Florestal 2008; 7(12): 1-21.

Sá RC, Pereira MG, Fontana A. Características físicas e químicas de solos de tabuleiros em Sooretama (ES). Floresta e Ambiente 2003; 10(2): 95-99.

Santos JT, Andrade AP, Silva IF, Silva DS, Santos EM, Silva APG. Atributos físicos e químicos do solo de Áreas sob Pastejo na Micro Região do Brejo Paraibano. Ciência Rural 2010; 40(12): 2486-2492. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782010001200008.

Schedlbauer JL, Kavanagh KL. Soil carbon dynamics in a chronosequence of secondary forests in northeastern Costa Rica. Forest Ecology and Management 2008; 255(3-4): 1326-1335. http://dx.doi.org/10.1016/j.foreco.2007.10.039.

Silva AP, Kay BD. Estimating the least limiting water range of soils from properties and management. Soil Science Society of America Journal 1997; 61(3): 877-883. http://dx.doi.org/10.2136/sssaj1997.03615995006100030023x.

Silva CF, Pereira MG, Miguel DL, Fernandes JCF, Loss A, Menezes CEG et al. Carbono orgânico total, biomassa microbiana e atividade enzimática do solo de áreas agrícolas, florestais e pastagem no médio vale do paraíba do sul (RJ). Revista Brasileira de Ciência do Solo 2012; 36(6): 1680-1689. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832012000600002.

Silva GR, Silva ML Jr, Melo VS. Efeitos de diferentes usos da terra sobre as características químicas de um Latossolo amarelo do Estado do Pará. Acta Amazônica 2006; 36(2): 151-158. http://dx.doi.org/10.1590/S0044-59672006000200004.

Silva MAS, Mafra ÁL, Albuquerque JÁ, Bayer C, Mielniczuk J. Atributos físicos do solo relacionados ao armazenamento de água em um Argissolo Vermelho sob diferentes sistemas de preparo. Ciência Rural 2005; 35(3): 544-552. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782005000300009.

Tabarelli M, Aguiar AV, Ribeiro MC, Metzger JP, Peres CA. Prospects for biodiversity in the Atlantic Forest: lessons from aging human-modified landscapes. Biological Conservation 2009; 143(10): 2328-2340. http://dx.doi.org/10.1016/j.biocon.2010.02.005.

Yeomans JC, Bremner JM. A rapid an precise method for routine determination of organic carbon in soil. Communications in Soil Science and Plant Analysis 1988; 19(13): 1467-1476. http://dx.doi.org/10.1080/00103628809368027.
 

58ff4f1a0e8825f26aabdcf3 floram Articles
Links & Downloads

FLORAM

Share this page
Page Sections