Floresta e Ambiente
http://floram.org/article/doi/10.1590/2179-8087.031416
Floresta e Ambiente
Original Article Conservation of Nature

Environmental and Ecosystem Services, Tree Diversity and Knowledge of Family Farmers

Gustavo Crizel Gomes; João Carlos Costa Gomes; Rosa Lia Barbieri; Adalberto Koiti Miura; Letícia Penno de Sousa

Downloads: 0
Views: 2

Abstract

ABSTRACT: The objective of this work is to identify environmental and ecosystem services provided by trees from the perception of family farmers in the Serra dos Tapes, southern Rio Grande do Sul, Brazil, addressing the relevance of species for ecosystem sustainability of family farming. Environmental and ecosystem services offered by the tree flora of semi-deciduous submontane forest are presented according to the perception of farmers who use accumulated knowledge for social, cultural and economic reproduction in family farming. Four farmers were selected for their remarkable knowledge related to the agro-ecosystem and the local floristic composition, and they answered semi-structured interviews about 115 native tree species relating them to environmental and ecosystem services. The knowledge of farmers regarding the importance of forest cover for beekeeping, agroforestry system installation, source of biological materials for environmental recovery, conservation of hydric resources and for feeding mammals and birds was evidenced.

Keywords

ethnobotany, ethno-knowledge, native trees, environmental preservation

References

Albuquerque UP, Lucena RFP, Alencar NL. Métodos e técnicas para coleta de dados etnobiológicos. In: Albuquerque UP, Lucena RFP, Cunha LVFC. Métodos e técnicas na pesquisa etnobiológica e etnoecológica . 1. ed. Recife: Nupeea; 2010. p. 46-47.

Almeida DS. Recuperação ambiental da Mata Atlântica . Ilhéus: Editus; 2000.

Andrade DC, Romeiro AR. Serviços ecossistêmicos e sua importância para o sistema econômico e o bem-estar humano. Campinas: IE/UNICAMP; 2009. (Texto para Discussão; no. 155).

Angiosperm Phylogeny Group – APG IV. An update of the Angiosperm Phylogeny Group classification for the orders and families of flowering plants: APG IV. Botanical Journal of the Linnean Society 2016; 181(1): 1-20. http://dx.doi.org/10.1111/boj.12385.

Azpiroz A. Aves de las pampas y campos de Argentina, Brasil y Uruguay: una guía de identificación. Nueva Helvecia: Pressur; 2012.

Barbieri RL, Gomes JCC, Alercia A, Padulosi S. Agricultural biodiversity in southern Brazil: integrating efforts for conservation and use of neglected and underutilized species. Sustainability 2014; 6(2): 741-757. http://dx.doi.org/10.3390/su6020741.

Belton W. Aves silvestres do Rio Grande do Sul. 4. ed. Porto Alegre: Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul; 2004.

Bernard HR. Research methods in anthropology: qualitative and quantitative approaches . London: Rowman Altamira; 2011.

Brasil. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Resolução nº 196 de 10 de out. de 1996. Estabelece diretrizes e normas regulamentadoras da pesquisa envolvendo seres humanos [online]. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF (1996 out. 16). [cited 2016 June 14]. Available from: http://conselho.saude.gov.br/resolucoes/reso_96.htm

Brasil. Lei nº 13.123, de 20 de maio de 2015. Dispõe sobre o acesso ao patrimônio genético, sobre a proteção e o acesso ao conhecimento tradicional associado e sobre a repartição de benefícios para conservação e uso sustentável da biodiversidade [online]. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF (2015 maio 21). [cited 2016 June 14]. Available from: http://conselho.saude.gov.br/resolucoes/reso_96.htm

Cavalcanti C. Concepções da economia ecológica: suas relações com a economia dominante e a economia ambiental. Estudos Avançados 2010; 24(68): 53-67. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-40142010000100007.

Cicconeto J, Verdum R. Agricultura familiar ecológica em Canguçu (RS): trajetórias e perspectivas. Redes 2012; 17(3): 99-121.

Develey PF, Pongiluppi T. Impactos potenciais na avifauna decorrentes das alterações propostas para o Código Florestal Brasileiro. Biota Neotropica 2010; 10(4): 43-46. http://dx.doi.org/10.1590/S1676-06032010000400005.

Elias GA, Santos R. Produtos florestais não madeireiros e valor potencial de exploração sustentável da Floresta Atlântica no sul de Santa Catarina. Ciência Florestal 2016; 26(1): 249-262. http://dx.doi.org/10.5902/1980509821117.

Filgueiras TS, Nogueira PE, Brochado AL, Guala GF 2nd. Caminhamento: um método expedido para levantamentos florísticos qualitativos. Cadernos de Geociência 1994; 12: 39-43.

Galetti M, Pardini R, Duarte JMB, Silva VMS, Rossi A, Peres CA. Mudanças no Código Florestal e seu impacto na ecologia e diversidade dos mamíferos no Brasil. Biota Neotropica 2010; 10(4): 47-52. http://dx.doi.org/10.1590/S1676-06032010000400006.

Gomes GC. Composição e aspectos ecológicos da flora arbustivo-arbórea nativa da serra dos Tapes Pelotas [dissertação]. Pelotas: Universidade Federal de Pelotas; 2009.

Gomes GC. As árvores nativas e o saber local como contribuição à sustentabilidade de agroecossistemas familiares na Serra dos Tapes, RS [tese]. Pelotas: Universidade Federal de Pelotas; 2014.

Gonçalves GL, Quintela FM, Freitas TRO. Mamíferos do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Pacartes; 2014.

Imperatriz-Fonseca VL, Nunes-Silva P. As abelhas, os serviços ecossistêmicos e o Código Florestal Brasileiro. Biota Neotropica 2010; 10(4): 59-62. http://dx.doi.org/10.1590/S1676-06032010000400008.

Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária – INCRA. Instrução especial/INCRA nº 20, de 28 de maio de 1980. Estabelece o módulo fiscal de cada município, previsto no Decreto nº 84.685 de 06 de maio de 1980. Aprovado pela Portaria/MA 146/80 [online]. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF (1980 jun. 12). [cited 2017 May 23]. Available from: http://www.incra.gov.br/media/institucional/legislacao/atos_internos/instrucoes/instrucao_especial/IE20_280580.pdf

Jurinitz CF. Estrutura do componente arbóreo de uma floresta estacional na Serra do Herval, Sul do Brasil [dissertação]. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul; 2002.

Kangas P. Tropical sustainable development and biodiversity. In: Reaka Kudla ML, Wilson DE, Wilson EO, editors. Biodiversity II: understanding and protecting our biological resources. Washington: Joseph Henry, 1997. p. 389-398.

Kilca RV. Alguns aspectos florísticos e estruturais de uma floresta de galeria no sul da planície costeira do Rio Grande do Sul [monografia]. Pelotas: Universidade Federal de Pelotas; 2002.

Manzini EJ. Entrevista semi-estruturada: análise de objetivos e de roteiros [online]. Marília: Programa de Pós-graduação em Educação, Departamento de Educação Especial, Universidade Estadual São Paulo; 2004. [cited 2017 May 23]. Available from: http://www.sepq.org.br/IIsipeq/anais/pdf/ gt3/04.pdf

Martinez E, Lima AC, Casalinho H, Silva D, Winckel T. Serviços Ambientais ofertados por diferentes agroecossistemas de base familiar no Território Zona Sul do RS. Cadernos de Agroecologia [online] 2013; 8(2). [cited 2017 May 23]. Available from: http://www.aba-agroecologia.org.br/revistas/ index.php/cad /article/view/13606/8934

Mikhailova I, Barbosa FAR. Valorando o capital natural e os serviços ecológicos de unidades de conservação: o caso do Parque Estadual do Rio Doce-MG, Sudeste do Brasil. Belo Horizonte: UFMG/Cedeplar; 2004. (Texto para Discussão; no. 230).

Potts SG, Biesmeijer JC, Kremen C, Neumann P, Schweiger O, Kunin WE. Global Pollinator declines: trends, impacts and drives. Trends in Ecology and Evolution 2010; 25(6): 345-353. http://dx.doi.org/10.1016/j.tree.2010.01.007. PMid:20188434.

Reichert L, Gomes JCC. A produção agroecológica como estratégia de segurança e soberania alimentar na agricultura familiar. Cadernos de Agroecologia [online] 2013; 8(2). [cited 2017 May 23]. Available from: http://www.aba-agroecologia.org.br/revistas/index.php/cad/article/view/14405/9028

Rodrigues DM, Silva MM, Almeida LS, Souza JTR, Yared JAG, Santana AC. Agrobiodiversidade e os serviços ambientais: perspectivas para o manejo ecológico dos agroecossistemas no estado do Pará. Agroecossistemas 2012; 4(1): 12-32. http://dx.doi.org/10.18542/ragros.v4i1.1047.

Rodrigues WF, Gomes GC, Medeiros ARM, Barbieri RL. Espécies arbóreas da Serra dos Tapes: um resgate etnobotânico. Pelotas: Embrapa Clima Temperado; 2007. (Documentos; no. 190). [cited 2017 May 23]. Available from: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/745873

Roman C, Weber M M, Cáceres NC. Mamíferos do Rio Grande do Sul . Santa Maria: UFSM; 2013.

Simões LL, Lino CF, editors. Sustentável Mata Atlântica: a exploração de seus recursos florestais. 2. ed. São Paulo: SENAC; 2002.

Sobral MEG, Jarenkow JA, Brack P, Irgang BE, Larocca J, Rodrigues RS. Flora arbórea e arborescente do Rio Grande do Sul, Brasil. São Carlos: Rima e Novo Ambiente; 2006.

Souza CA. Estrutura do componente arbóreo de floresta pluvial subtropical na Serra dos Tapes, sul do Rio Grande do Sul [dissertação]. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul; 2001.

Teixeira MB, Coura AB No, Pastore U, Rangel ALR Fo. As regiões fitoecológicas, sua natureza e seus recursos econômico: estudo fitogeográfico . Rio de Janeiro: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística; 1986. p. 541-632. (Série Levantamento de Recursos Naturais; no. 33).

Tôsto SG, Pereira LC, Mangabeira JAC. Serviços ecossistêmicos e Serviços ambientais: conceitos e importância [online]. Rio de Janeiro: Portal Ecodebate; 2012. [cited 2016 June 14]. Available from: http://www.ecodebate.com.br/2012/12/13/servicos-ecossistemicos-e-servicos-ambientais-conceitos-e-importancia-artigo-de-sergio-gomes-tosto-lauro-charlet-pereira-e-joao-alfredo-de-c-mangabeira/

Venzke TS. Florística, estrutura e síndrome de dispersão de sementes em estágios sucessionais da mata ciliar no município de Arroio do Padre, RS, Brasil [dissertação]. Viçosa: Universidade Federal de Viçosa; 2012.

Vieira V, Quoos JH, Verdum R. Compartimentos morfo-pedogênicos: potencialidades e limites na sustentação dos sistemas de cultivo e criação no município de Canguçu - RS, Brasil. Para Onde 2011; 5(1).

Whately M, Hercowitz M. Serviços ambientais: conhecer, valorizar e cuidar: subsídios para a proteção dos mananciais de São Paulo . São Paulo: Instituto Socioambiental; 2008.

Wolff LF, Gomes JCC. Beekeeping and agroecological systems for endogenous sustainable development. Agroecology and Sustainable Food Systems 2015; 39(4): 416-435. http://dx.doi.org/10.1080/21683565.2014.991056.
 

5c0958700e882512510e27c1 floram Articles
Links & Downloads

FLORAM

Share this page
Page Sections