Floresta e Ambiente
http://floram.org/article/doi/10.1590/2179-8087.009315
Floresta e Ambiente
Original Article Silviculture

Carbono, Nitrogênio e Abundância Natural de δ13C do Solo em Coberturas Florestais

Carbon, Nitrogen and Natural Abundance of δ13C in Forest Cover

Daniel Costa de Carvalho; Marcos Gervasio Pereira; Roni Fernandes Guareschi; Cátia Aparecida Simon; Luciano de Oliveira Toledo; Marisa de Cássia Piccolo

Resumo

RESUMO: O objetivo deste estudo foi avaliar e comparar a densidade (Ds), o teor de carbono (C) e de nitrogênio (N), estoque de carbono (EstC) e de nitrogênio (EstN) e a abundância natural de δ13C no perfil do solo de uma área de Floresta Estacional Semidecidual (FES) convertida em monocultura eucalipto (Corymbia citriodora) (ERN), visando elucidar as mudanças ocorridas nesse ambiente. Para isso, foram coletadas amostras de terra em profundidades de até um metro em cada área de estudo. A conversão da FES para monocultura na área de ERN reduziu a Ds, o N e a EstC na camada superficial, no entanto foi observado um aumento na EstC nas camadas mais profundas do solo. O sinal isotópico de δ13C da vegetação que antes ocupava as áreas do plantio C. citriodora era semelhante ao encontrado atualmente na área de FES, e a época de conversão foi na profundidade 0,40 m do perfil do solo.

Palavras-chave

matéria orgânica do solo, abundância isotópica, Mata Atlântica, Corymbia citriodora

Abstract

ABSTRACT: The aim of this study was to evaluate and compare the density (Ds) and content of carbon (C) and nitrogen (N), carbon (Cstock) and nitrogen stock (Nstock), and the natural abundance of δ13C in the soil profile of an area of Semideciduous Forest (SF) converted to eucalyptus monoculture (Corymbia citriodora) (ERN) in order to elucidate the changes in these environments. For this purpose, soil samples were collected at depths up to one meter in each study area. The conversion of FES to monocultures reduced Ds, N and EstC in the surface layer. However, there was an increase in EstC in the deeper soil layers. The δ13C isotopic signal of the vegetation that once occupied areas of C. citriodora plantation was similar to that currently found in the area of SF, and the time of conversion was at the depth of 0,40 m in the soil profile.
 

Keywords

organic matter of soil, isotopic abundance, Atlantic rain forest, Corymbia citriodora

References

Araújo R, Goedert WJ, Lacerda MPC. Qualidade de um solo sob diferentes usos e sob cerrado nativo. Revista Brasileira de Ciencia do Solo 2007; 31(5): 1099-1108. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832007000500025.

Brasil. Ministério do Meio Ambiente. Conselho Nacional do Meio Ambiente – CONAMA. Resolução n° 29, de 7 de dezembro de 1994. Define vegetação primária e secundária nos estágios inicial, médio e avançado de regeneração da Mata Atlântica, considerando a necessidade de definir o corte, a exploração e a supressão de vegetação secundária no estágio inicial de regeneração no Estado do Espírito Santo. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF (1994 dez.).

Bustamante MMC, Martinelli LA, Silva DA, Camargo PB, Klink CA, Domingues TF et al. . 15N natural abundance in woody plants and soils of central Brazil savannas (cerrado)Ecological Applications 2004; 14(sp4): 200-213. http://dx.doi.org/10.1890/01-6013.

Carvalho DC. Fitossociologia, aporte de serapilheira, estoques de carbono e nitrogênio sob plantio de Corymbia citriodora com regeneração natural e Floresta Estacional Semidecidual, Santa Teresa, ES [dissertação]. Seropédica: Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; 2012.

Cook RL, Binkley D, Mendes JCT, Stape JL. Soil carbon stocks and forest biomass following conversion of pasture to broadleaf and conifer plantations in southeastern Brazil. Forest Ecology and Management 2014; 324: 37-45. http://dx.doi.org/10.1016/j.foreco.2014.03.019.

Coutinho RP, Urquiaga S, Boddey RM, Alves BJR, Torres AQA, Jantalia CP. Estoque de carbono e nitrogênio e emissão de N2O em diferentes usos do solo na Mata Atlântica. Pesquisa Agropecuaria Brasileira 2010; 45(2): 195-203. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-204X2010000200011.

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – EMBRAPA. Manual de métodos de análise de solos. 2. ed. Rio de Janeiro; 1997.

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – EMBRAPA. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. 2. ed. Rio de Janeiro; 2006.

Gama-Rodrigues EF, Barros NF, Viana AP, Santos GA. Alterações na biomassa e na atividade microbiana da serapilheira e do solo, em decorrência da substituição de cobertura florestal nativa por plantações de eucalipto, em diferentes sítios da Região Sudeste do Brasil. Revista Brasileira de Ciencia do Solo 2008; 32(4): 180-195. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832008000400013.

Guareschi RF, Pereira MG, Anjos LHC, Menezes CEG, Correia MEF. Atributos químicos e físicos do solo sob pastagem e estádios sucessionais de floresta estacional. La Plata 2014; 113(2): 1-24.

Guareschi RF, Pereira MG, Perin A. Deposição de resíduos vegetais, matéria orgânica leve, estoques de carbono e nitrogênio e fósforo remanescente sob diferentes sistemas de manejo no cerrado goiano. Revista Brasileira de Ciencia do Solo 2012; 36(2): 909-920. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832012000300021.

Guimarães DV, Gonzaga MIS, Araújo EM, Melo JO No, Tínel JI Jr. Impacto do cultivo de citros sobre a qualidade física de um Argissolo amarelo em Sergipe. Revista Caatinga 2014; 27: 183-189.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Manual técnico da vegetação brasileira. 2. ed. Rio de Janeiro; 2012.

Köppen W. Climatologia: con un estudio de los climas de la tierra. Ciudad del México: Fondo de Cultura Econômica; 1948.

Loss A, Pereira MG, Brito RJ. Distribuição das substâncias húmicas em solos de tabuleiros sob diferentes coberturas vegetais. Revista Universidade Rural 2006; 26: 57-69.

Loss A, Pereira MG, Perin A, Anjos LHC. Abundância natural de δC e δ. 1315N em sistemas de manejo conservacionista no cerradoBioscience Journal 2014; 30(3): 604-615.

Marin-Spiotta E, Silver WL, Swanston CW, Ostertag R. Soil organic matter dynamics during 80 years of reforestation of tropical pastures. Global Change Biology 2009; 15(6): 1584-1597. http://dx.doi.org/10.1111/j.1365-2486.2008.01805.x.

Prevedello J, Kaiser DR, Reinert DJ, Vogelmann ES, Fontanela E, Reichert JM. Manejo do solo e crescimento inicial de Eucalyptus grandis Hill ex Maiden em Argissolo. Ciência Florestal 2013; 23(1): 129-138. http://dx.doi.org/10.5902/198050988447.

Rangel OJP, Silva CA. Estoques de carbono e nitrogênio e frações orgânicas de Latossolo submetido a diferentes sistemas de uso e manejo. Revista Brasileira de Ciencia do Solo 2007; 31(6): 1609-1623. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832007000600037.

Salimon CI, Wadt PGS, Melo AWF. Dinâmica do C na conversão de floresta para pastagens em Argissolos da formação geológica Solimões, no sudoeste da Amazônia. Revista de Biologia e Ciências da Terra 2007; 7: 29-38.

Silva IF, Mielniczuk J. Ação do sistema radicular de plantas na formação e estabilização de agregados do solo. Revista Brasileira de Ciencia do Solo 1997; 21: 113-117.

Sisti CPJ, Santos HP, Kohhann R, Alves BJR, Urquiaga S, Boddey RM. Change in carbon and nitrogen stocks in soil under 13 years of conventional or zero tillage in southern Brazil. Soil & Tillage Research 2004; 76(1): 39-58. http://dx.doi.org/10.1016/j.still.2003.08.007.
 

58ff51070e8825f26aabdcf5 floram Articles
Links & Downloads

FLORAM

Share this page
Page Sections