Floresta e Ambiente
http://floram.org/article/doi/10.1590/2179-8087.009215
Floresta e Ambiente
Original Article Silviculture

Estoque de Carbono e Nitrogênio e Abundância Natural de δ13C na Estação Ecológica de Pirapitinga, MG

Carbon and Nitrogen Stock and Natural Abundance of δ13C in the Pirapitinga Ecological Station, MG

Daniel Costa de Carvalho; Marcos Gervasio Pereira; Roni Fernandes Guareschi; Deyvid Diego Carvalho Maranhão

Downloads: 0
Views: 121

Resumo

RESUMO: A avaliação integrada dos atributos físicos, estoque de carbono (EstC) e de nitrogênio (EstN) além da abundância natural de δ13C do solo se mostram eficazes na detecção de mudanças ocorridas na paisagem. Portanto, o objetivo deste estudo foi avaliar e comparar a densidade do solo, EstC, EstN e abundância natural de δ13C em perfis de solo de diferentes fitofisionomias da Estação Ecológica de Pirapitinga – EEP visando elucidar as mudanças ocorridas nesse ambiente. Para isso, foram coletadas e analisadas amostras de terra em profundidade de até um metro nas diferentes fitofisionomias da EEP. Os maiores teores de argila do solo e densidade de plantas das fitofisionomias florestais proveram maiores EstC e EstN e menores valores de densidade do solo em comparação às demais vegetações campestres. O δ13C revelou que as áreas das fitofisionomias florestais eram antes ocupadas preponderantemente por plantas do ciclo fotossintético C4, semelhantes à vegetação campestre encontrada atualmente na EEP.

Palavras-chave

dinâmica da paisagem, matéria orgânica do solo, composição isotópica, fitofisionomias do Cerrado

Abstract

ABSTRACT: The integrated assessment of physical attributes, carbon (StockC) and nitrogen (StockN) stock, and natural abundance of δ13C are effective in detecting landscape changes. Therefore, this study aimed to evaluate and compare the bulk density, StockC, StockN and natural abundance of δ13C in the soil profiles of different vegetation types of the Pirapitinga Ecological Station (EEP), to elucidate the changes in this area. For this, soil samples were collected and analyzed at depths up to one meter in different vegetation types of the EEP. The highest soil clay content and density of plant of forest vegetation promoted higher levels of StockC and StockN and lower bulk density values than the other grassland vegetation. The δ13C revealed that the areas of forest vegetation types were previously occupied mainly by plants of the C4 photosynthetic cycle, similar to grassland currently found in the EEP.
 

Keywords

dynamics of landscape, soil organic matter, isotopic composition, Cerrado vegetation types

References

Alcântara FA No, Leite LFC, Arnhold E, Maciel GA, Carneiro RFV. Compartimentos de carbono em latossolo vermelho sob cultivo de Eucalipto e fitofisionomias de Cerrado. Revista Brasileira de Ciência do Solo 2011; 35(3: 849-856. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832011000300019.

Alves BJR, Oliveira OC, Boddey RM, Urquiaga S. Métodos isotópicos. In: Santos GA, Silva LS, Canellas LP, Camargo FAO, editores. Fundamentos da matéria orgânica do solo: ecossistemas tropicais & subtropicais. 2. ed. Porto Alegre; 2008.

Azevedo LG, Babosa AAA, Bedretchuk AC, Oliveira ALC, Gorgonio AS, Siqueira FB et al. Ensaio Metodológico de Identificação e Avaliação de Unidades Ambientais: a Estação Ecológica de Pirapitinga, MG. Belo Horizonte: Ministério do Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente; 1987.

Braida JA, Reichert JM, Veiga M, Reinert DJ. Resíduos vegetais na superfície e carbono orgânico do solo e suas relações com a densidade máxima obtida no ensaio proctor. Revista Brasileira de Ciência do Solo 2006; 30(4): 605-614. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832006000400001.

Cardoso E. Dinâmica de nutrientes em fitofisionomias do domínio dos cerrados na Estação Ecológica de Panga, Região do triângulo mineiro [tese]. Brasília: Universidade de Brasília; 2006.

Cremon C, Mapeli NC, Franco PP, Silva WM. Atributos do solo em diferentes fitofisionomias do Cerrado Mato-grossense. Agrarian 2009; 2(6): 47-59.

Eiten G. Vegetação natural do Distrito Federal. 1. ed. Brasília: Universidade de Brasília; 2001.

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – EMBRAPA. Manual de métodos de análise de solos. 2. ed. Rio de Janeiro; 1997.

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – EMBRAPA. Sistema brasileiro de classificação de solos. 2. ed. Rio de Janeiro; 2006.

Freitas L, Casagrande JC, Oliveira VMR, Oliveira IA, Moreti TCF. Avaliação de atributos químicos e físicos de solos com diferentes texturas sob vegetação nativa. Enciclopédia Biosfera 2014; 10(19): 523-534.

Gazolla PR, Guareschi RF, Perin A, Pereira MG, Rossi CQ. Frações da matéria orgânica do solo sob pastagem, sistema plantio direto e integração lavoura-pecuária. Semina: Ciências Agrárias 2015; 36(2): 693-704.

Giácomo RG. Fitossociologia, aporte de serapilheira, estoques de carbono e nitrogênio em diferentes formações vegetais na Estação Ecológica de Pirapitinga – MG [dissertação]. Seropédica: Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; 2009.

Guareschi RF, Pereira MG, Perin A. Deposição de resíduos vegetais, matéria orgânica leve, estoques de carbono e nitrogênio e fósforo remanescente sob diferentes sistemas de manejo no cerrado goiano. Revista Brasileira de Ciência do Solo 2012; 36(2): 909-920. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832012000300021.

Guareschi RF, Pereira MG, Perin A. Carbono, nitrogênio e abundância natural de 13C e 15N em uma cronossequência de agricultura sob plantio direto no Cerrado goiano. Revista Brasileira de Ciência do Solo 2014; 38(1): 1135-1142. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832014000400009.

Kottek M, Grieser J, Beck C, Rudolf B, Rubel F. World Map of the Köppen-Geiger climate classification updated. Meteorologische Zeitschrift 2006; 15(3): 259-263. http://dx.doi.org/10.1127/0941-2948/2006/0130.

Loss A, Pereira MG, Perin A, Anjos LHC. Abundância natural de δ13C e δ15N em sistemas de manejo conservacionista no cerrado. Bioscience Journal 2014; 30(3): 604-615.

Marimon H Jr, Haridasan M. Comparação da vegetação arbórea e características edáficas de um Cerradão e um Cerrado sensu stricto em áreas adjacentes sobre solo distrófico no leste de Mato Grosso, Brasil. Acta Botanica Brasílica 2005; 19(4): 913-926. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-33062005000400026.

Melillo JM, Aber JD, Linkins AE, Ricca A, Fry B, Nadelhoffer KJ. Carbon and nitrogen dynamics along the decay continuum: Plant litter to soil organic matter. Plant and Soil 1989; 115(4): 189-198. http://dx.doi.org/10.1007/BF02202587.

Reinert DJ, Reichert JM. Propriedades físicas do solo. Santa Maria: Universidade Federal de Santa Maria; 2006.

Resende TM, Moraes RM, Franco FO, Arruda EM, Araújo JR, Santos DS et al. Avaliação física do solo em áreas sob diferentes usos com adição de dejetos animais no bioma Cerrado. Bioscience Journal 2012; 28(Supl 1): 179-184.

Ribeiro JF, Walter BMT. As principais fitofisionomias do Bioma Cerrado. In: Sano SM, Almeida SP, Ribeiro JF, editores. Cerrado: ecologia e flora. Brasília: Embrapa; 2008.

Silva LCR. Dinâmica de transição e interações entre fitofisionomias florestais e formações vegetacionais abertas do bioma cerrado [dissertação]. Brasília: Universidade de Brasília; 2007.

Siqueira M No, Piccolo MC, Scopel E, Costa C Jr, Cerri CC, Bernoux M. Carbono total e atributos químicos com diferentes usos do solo no Cerrado. Acta Scientiarum: Agronomy 2009; 31(4): 709-717.

Sisti CPJ, Santos HP, Kohhann R, Alves BJR, Urquiaga S, Boddey RM. Change in carbon and nitrogen stocks in soil under 13 years of conventional or zero tillage in southern Brazil. Soil & Tillage Research 2004; 76(1): 39-58. http://dx.doi.org/10.1016/j.still.2003.08.007.

Skorupa ALA, Guilherme LRG, Curi N, Silva CPC, Scolforo JRS, Sá JJGMM. Propriedades de solos sob vegetação nativa em Minas Gerais: distribuição por fitofisionomia, hidrografia e variabilidade espacial. Revista Brasileira de Ciência do Solo 2012; 36(1): 11-22. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832012000100002.

Victoria RL, Fernandes F, Martinelli LA, Cassia Piccolo M, Camargo PB, Trumbore S. Past vegetation changes in the Brazilian Pantanal arboreal-grassy savanna ecotone by using carbon isotopes in the soil organic matter. Global Change Biology 1995; 1(3): 165-171. http://dx.doi.org/10.1111/j.1365-2486.1995.tb00018.x.

Zinn YL, Lal R, Resck DVS. Texture and organic carbon relations described by a profile pedotransfer function for Brazilian Cerrado soils. Geoderma 2005; 127(4): 168-173. http://dx.doi.org/10.1016/j.geoderma.2005.02.010.
 

58ff50c60e8825a366abdcf2 floram Articles
Links & Downloads

FLORAM

Share this page
Page Sections